segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Bituruna faz bonito no carnaval de Joaçaba

         Joaçaba: Aliança busca o penta em desfile luxuoso sobre jóias preciosas Betina Humeres / Agência RBS/Agência RBS
Foto Agência RBS/SC

          A cidade de Bituruna, Paraná, fez bonito no carnaval de Joaçaba, neste ano de 2017. A delegação veio a convite de nossa amiga Leonor Possamai Heberle, a Lola da Aliança, quando naquela cidade estivemos com um grupo de joaçabenses, hervalenses e luzernenses, no início de outubro do ano passado.

           Num jantar no Restaurante Bepponi, em Bituruna, onde se come deliciosa comida italiana e se bebe bons vinhos daquela terra, a Lola convidou a primeira dama Adriana para participar de nosso carnaval e não deu outra: 48 mulheres bonitas, daquela cidade sul paranaense, ajudando a Escola Aliança a brilhar na Avenida do Samba, em Joaçaba, no domingo, 26.

        Já no sábado, à  tarde, recebemos o casal de amigo Jairo Ravanello, presidente do Conselho Municipal de Turismo de Bituruna e proprietários da Bitur - agência de turismo com filial em Porto União. Recepcionei-os no Hotel Joaçaba, depois levei-os a conhecer a avenida do samba,os dois campi da Unoesc, o mirante de Frei Bruno e os barracões da Aliança. Terminamos com um chimarrão em nossa casa, e um bom papo.

        No domingo, recebemos o Prefeito Claudinei Castilho, (Neguinho), coma Adriana; o Vice Rodrigo Marcante, com a Raquel; e o Presidente da Câmara, João Marcel Nhoatto, com a    Ganzer, que tem parentes aqui em Erval Velho. E, ao final da tarde, um ônibus da Bitur, com mais 46 mulheres biturunenses, que levamos até o restaurante da Família Manfroi. Depois, conduzi o Jairo, o Prefeito Neguinho e o vereador Nhoatto até o interior de Lacerdópolis, para conhecerem o sistema de conservação e asfaltamento de estradas daquele  município. Conversamos com o Cláudio Dacaz, Secretário de Obras, que nos explicou sobre como conversam as estradas.

         À noite, levei-os até o camarote da Prefeitura de Joaçaba, onde os apresentei ao Prefeito Dioclésio Ragnini, o Bigode;  ao Vice Jucelino Ferraz; ao Secretário Jorge Dresch;  e aos vereadores Chico Lopes, Ricardo Antonello e Disnéia de Marco. E a alguns jornalistas que cobriam o carnaval, dentre eles o Caco da Rosa, do Portal Caco da Rosa; Jaime Teles, da Rádio Líder; e Marcos Valnei, da Rádio Catarinense.

         Na manhã desta segunda, ás 11 horas, levei o Prefeito Claudinei até o "Bom Dia SC", jornal on line e Tv em internet, para uma entrevista com o Evandro Novak. Neguinho relatou sobre o intercâmbio que estamos fazendo com a cidade de Bituruna e sobre os projetos na área de turismo em sua cidade.

         Os biturunenses compuseram uma ala da Aliança e desfilaram com elegância, ritmo e maestria, ajudando a dar brilho ao nosso carnaval. Em retribuição, estou articulando mais um grupo de amigos para visitarem a Terra do Vinho, ( com 5 cantinas), onde se bebe bem , se come deliciosa comida italiana e se é bem recebido.

          Grande abraço aos biturunenses e parabéns por entenderem da importância do turismo como atividade econômica para nossas cidades.

Euclides Riquetti
27-02-2017

O perfume da chuva


Resultado de imagem para imagens de chuva de rosas

O perfume da chuva que cai, transparente
Que perfuma o ar que entra pela janela
Me envolve em devaneios e me revela
Uma doce nostalgia a me tomar de repente.

Os odores que por ela são aqui trazidos
Exalados das brancas orquídeas tropicais
Misturam-se em meus sonhos irreais
E desnudam sentimentos nunca sentidos.

E, se por te amar eu sofro muito e tanto
Por te querer eu te quero e tanto te procuro
Seja no dia ensolarado ou naquele escuro
Eu me seguro pra conter meu pranto.

E, se por teimosia ou por obstinação
Eu continuar esperando pela perfumada
Aguardarei por ela durante a madrugada
Quero que volte ao seio de meu coração.

Euclides Riquetti
27-02-2017

O primeiro vento...



O primeiro vento que roçou meu rosto
Trazendo-me um doce bálsamo floral
Veio para se impregnar no meu corpo
Na manhã de sol e de um mar colossal.

Veio suave e  me trazendo as gaivotas
Com seus gemidos e os seus planares
Olho, no oceano, as distantes ilhotas
E voa meu pensamento sobre os mares.

O mesmo lufar que me traz saudosas
As lembranças que me fazem feliz
Traz-me também a energia prazerosa
Que me impele a te querer e sentir.

Então, enquanto contemplo a calmaria
E me transponho pelo azul celestial
Eu me perco na nave da nostalgia
E busco te encontrar no espaço sideral!

Euclides Riquetti
11-12-2015

O Sucesso do Carnaval de Joaçaba

           


            As noites de sábado e domingo, 25 e 26, foram iluminadas pelo brilho dos componentes das três escolas de samba de Joaçaba e Herval d ´Oeste, que desfilaram pela Avenida XV de Novembro, em nossa cidade.
Joaçaba: desfile da Acadêmicos do Grande Vale tem tom ecológico e celebra o planeta água Betina Humeres / Agência RBS/Agência RBS

Acadêmicos do Grande Vale

         No sábado, a Acadêmicos do Grande Vale e a Unidos do Herval esbanjaram ritmo e alegria na avenida do samba. No domingo, a Aliança levantou sua torcida nas arquibancadas e camarotes, brindando o público com seu costumeiro carnaval de alto nível e muito luxo.
Resultado de imagem para fotos Unidos do Herval 2017

Unidos do Herval (foto G1- Globo)

         Na Arena Skol, do Carnafolia, em média 7.000  foliões por noite divertiram-se a valar, na Praça da Catedral. O Carnafolia iniciou-se na sexta e vai até a noite de terça-feira. No domingo à tarde, houve carnaval infantil no local.

         Pouquíssimas ocorrências foram verificadas durante os 3 primeiros dias de evento. O trânsito, com muitas alterações, não esteve caótico. É que as pessoas daqui, e mesmo da região, acostumaram-se a deixar seus carros fora da área central nos dias de carnaval, evitando transtornos.


Foto: Portal Caco da Rosa

         No desfile da Aliança, tivemos a presença de uma delegação de Bituruna, Paraná. Vieram a convite da Lola Possamai Heberle, como resultado de nosso intercâmbio com Bituruna e Faxinal do Céu. Nós viajamos para aquela região, mais Porto União da Vitória, e eles vieram para retribuir. O prefeito Claudinei Castilhos e a esposa Adriana, o Presidente do Conselho de Turismo, Jairo Ravanello e a esposa Rosane, ( da Bitur), mais o Vice Rodrigo Marcante e o Presidente da Câmara, João Nhoato, com as esposas, estão hospedados no Hotel Joaçaba, aqui perto de casa. No sábado, encontrei-me lá com o Santin Roveda, jovem prefeito de União da Vitória, e a esposa.

        Sobre a participação dos biturunenses no carnaval de Joaçaba, referir-me-ei em texto próprio, ainda hoje.

         Euclides Riquetti
27-02-2017

         

Talvez da Torre Eiffel...


Resultado de imagem para foto casal na torre eiffel




Que tal subirmos a torre infinitamente alta
E olhar para o horizonte na tarde de céu anil?
Que tal olharmos para as luzes da ribalta
E nos deliciarmos com a noite fresca e gentil?
Ou, da Torre Eiffel, admirarmos a cidade em calmaria
Depois dos desatinos que a assolaram no outro dia?

Importa, sim, olharmos para a mesma direção
Sentirmos no coração a saudade ou a alegria
Sentirmos,  em cada momento,  uma terna emoção
Um doce lembrar, uma doce nostalgia...
Ou, se olharmos para planos diferentes
Recostarmos nossos corpos efervescentes!

E, se não houver um tal que muito importe
Que não haja nada que possa nos entristecer
Se não houver uma emoção terna, mas muito forte
Que haja um piano a nos brindar e a nos sorver
Com as melodias dos cancioneiros universais
Pra que nosso amor não morra  jamais!

E, como diria Lennon: Living life in peace, you too!

Euclides Riquetti

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Cuide de seus sentimentos


Resultado de imagem para foto mulher acorrentada


Busque dar sentido aos seus sentimentos
Dê-lhes a solidez de que tanto precisam
Enseje para que eles não se tornem um tormento
Faça-os fluírem em direção à vida.

Busque fortalecê-los em plena abundância
Canalize-lhes energia que lhes dê alento
Faça com que se nutram de doce fragrância
Cuide por demais se seus sentimentos.

Libere-os das amarras que  tanto  a torturam
Mergulhe num mar de novas possibilidades
Dê o grito de liberdade que seu  coração precisa
Para que possa encontrar um amor de verdade.

E ser feliz!

Euclides Riquett

História de "Tchê", o pescador!


Resultado de imagem para fotos homem pescando

          O Tchê era uma figura muita conhecida em Ouro e Capinzal. Era um homem de tez morena, tinha como nome Laurindo, acho. Mas, conhecido mesmo, era por "O Pescador Tchê". Por que "Tchê"? você pode perguntar. Ora, porque esta era a expressão vocativa predileta dele, equivale ao tchô, ao chê, aqui do nosso Sul, que os urbanos de nosso Sudeste chamam de "cara", os britânicos e americanos de "guy". Parafraseando o Obama:  O "Tchê", sim, é o Cara!

          Pois nosso Tchê era uma figurinha carimbada no ambiente pesca. Conhecido nas voltas e travoltas do Peixe. Até as pedras o conheciam e respeitavam. Simplório, calmo, tinha uma bicicleta bonita, reluzente, com espelho retrovisor preso ao guidom.  E uma buzininha tipo fom-fom, que usava para fonfonar para as crianças onde passasse. Andava a uns dez por hora, mas tinha muito cuidado para não atropelar ninguém.  Morana na "Rua do Cemitério", em Capinzal. E  sempre viveu de pesca. Dizem que foi o primeiro a obter "carteirinha de pescador". E, o forte dele, mesmo, era a linha de mão. Sabia "sentir" o peixe chegando no anzol. Farejava cardumes, não sei se pelo movimento das nuvens, do sol ou das águas. Conhecia todos os segredos do Rio do Peixe, desde o Poço dos Moresco, ali logo acima da Siap, passando pelos dos Campioni, pela Ilha, pelo da represa dos Zortéa, até chegar no do Zuchello. Conhecia cada barranco, cada sarandi, cada angico, cada guaviroveira, cada caneleira, cada pinheiro e cada cedro que houvesse numa extensão de uns oito quilômetros, em ambas das margens do Rio do Peixe.

           Com o tempo, já maduro, foi morar no Parque Jardim Ouro. Era apadrinhado pelo Werner da Silva, pelo Luiz Bonissoni e outros. Mas, com o tempo, com a morte desses, foi fincar morada lá na Linha Savóia, bem na margem do rio. Tinha uma casinha, um bote, e um pequeno arsenal de pesca. E um cachorro, pra cuidar da casa.  Dizem que ele ia pescar lambaris com o Armando Viecelli e, era tão amigo do mesmo, que quando este  se distraía, o Tchê tirava punhados da própria sacola  e jogava na vasilha do Armando, sem que ele percebesse.  Quando iam embora, tinham uma quantidade parecida. Mas a proporção de fisgada era mais ou menos de cinco por um. Em favor do Tchê, é claro. Mas ele não contava isso pra ninguém, não era de contar vantagem.

 Uma vez fui lá visitá-lo, convidá-lo para que fosse palestrar para estudantes, para explicar sua profissão e sua arte. Recebeu-me muito bem. Estava lá, isolado, numa curva do Rio do Peixe, mas feliz, Lá, no começo do território do Poço do Zuchello. Sabemos, todos, que era tão habilidoso e sortudo na arte de pescar, que as pessoas chegavam ali, colocavam linha ou caniço perto da dele, e nada. Mas, na dele, sempre vinham os melhores, mais bonitos. E , os seus segredos, duvido que os tenha ensinado para alguém...

          Contam muitas histórias sobre ele. O Barzinho, Aderbal Meyer, era expert em inventar histórias de pescador e atribuir os feitos ao nosso Tchê. As histórias que o Barzinho contava, e que encantavam todos os que o ouvissem, eram sempre muito engraçadas. Lembro de uma delas em que relatava o esforço do nosso Tchê  para retirar um serpelo de um exemplar de Dourado do Poço do Zuchello:  "... e aí, não é que o bicho me judiava um monte, tchê?! Eu ia dando uma corda pra ele, depois puxava um pouquinho, despois soltava de novo, que era pra mor de fazê o bicho cansá. E, despois dele cansado, eu ia puxando até trazê  ele pra cima do bote. E num é que ele vinha tudo suado, tchê?!" Suava o Laurindo,  fora,  e suava o peixe dentro d´água...Saía todo suado".

          Pois agora temos muitos pescadores ainda por aí... Tem o Bruno Fávero, O Hilário Lemes, popular Hile, o Deonir Biavatti, conhecido como Becão, e tem muitos outros. Mas não sei se algum deles herdou a manha do Tchê! O Tchê foi como o Roberto Carlos: "Sempre imitado, mas nunca igualado"! Ele tinha a determinação de Alexandre Magno, a impulsão de nossa Natália Zílio, a habilidade do Neymar, os cabelos do Tarcísio Meira, a ginga e a energia de uma funkete, mas só ele era nosso Pelé  da pesca: Laurindo, nosso Pescador, nosso Tchê, nosso Pelé das pescarias.

Euclides Riquetti
15-06-2013

Preciso de você

 

Resultado de imagem para imagem mulher de costas

  

Preciso de você, incessantemente
Para melhorar o espírito e meu astral
Para poder me perder, perdidamente
Preciso de você no meu mundo real...

Preciso tanto como preciso da água
Como preciso do ar para respirar
Preciso de alento para minhas mágoas
Como a vela do vento para singrar...

Preciso, sim, e isso é incontestável
É definitivo, não entra em discussão
Preciso do abraço suave e agradável...

Ah, como eu preciso e eu quero ter
Todos os afagos ao meu coração
Ser feliz é amar, ser feliz é viver!

Euclides Riquetti
18-11-2015

Como se não existisse paz!


Resultado de imagem para imagens guerra e flores


O mundo está virando... já virou
E ficou virado!
Parece-me que já não há tantas verdades
Há desamor, atrocidades
E que tudo mudou.
Mutilaram-se as cidades
Apedrejou-se o céu, assassinaram os rios
Indefiniu-se o comportamento
Do tempo.
Ora chuvas descontroladas
Ora assolador estio.

Quisera que houvesse menos tragédias
E que a realidade não seja travestida de comédias.

Quisera que imperasse o senso da honestidade
E que as pessoas agissem com mais seriedade.

Quisera que nascessem flores ao longo das estradas
Mas estas precisariam terem sido plantadas.

Quisera que os males tivessem a devida cura
E que as almas pudessem pintar-se de brancura.

Precisamos que a mão da Divina Providência
Nos abençoe com sua força e excelência
Pois:

É como se não existisse mais amor
É como se não existisse paz!

Euclides Riquetti

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Uma oração para você


Resultado de imagem para imagens homem rezando


Quando o céu parecer mais azul, atrás dos montes,
E as tímidas árvores receberem os primeiros raios de sol,
E as flores fizerem a vida mais colorida,
E até mais azuis ficarem as águas das fontes...
Então estarei pensando em você, menina!

Quando quente o tempo estiver em dezembro,
E eu estiver um pouco mais velho do que agora,
E minhas noites ficarem tristes sem seu calor,
Mesmo que eu não saiba onde você esteja vivendo,
Eu estarei pensando em você, querida!

Mas o tempo não para e chegará o outono!
As folhas,  já pálidas como eu, cairão sobre a terra,
Virá o vento e nuvens escuras cobrirão o céu,
A chuva fria molhará o meu rosto sofrido...
Mas estarei pensando em você, meu bem!

E quando o inverno chegar novamente,
E eu andar pelas ruas ao encontro do nada,
E como hoje o vento soprar fortemente,
Pensarei em você sem rancor, com saudes...
Pois quem errou fui eu, meu amor!


Euclides Riquetti

Composto no inverno de 1973
e publicado no livros "Prismas - volume IV, da Coleção
Vale do Iguaçu", em União da Vitória - PR - em 1976,
(com ilustração).

Carnaval de Joaçaba, o melhor do Sul do Brasil, vem aí, minha gente!

LIESJO – Popup

         Tudo pronto para a primeira noite de desfiles das escolas de samba de Joaçaba e Herval d ´Oeste, na Avenida XV de Novembro, em Joaçaba. Na noite de sexta, 24, cerca de 7.000 foliões se divertiram na arena do Carnafolia, localizada na Praça da Catedral, no centro da cidade. Na noite deste sábado, desfilam na Avenida do Samba as escolas Acadêmicos do Grande Vale e Unidos do Herval, a partir das 21 h e 30 min.  A Acadêmicos traz o tema: "O Planeta Água em Nossas Mãos" e a Unidos, "Eu profanei, pulei, brinquei, foram as ordens do rei", em que conta a história do carnaval do mundo.

          No domingo à noite, a Aliança busca conquistar seu pentacampeonato com o tema  relativo às pedras preciosas: "Viajei... Joias Busquei... com as pedras verdes sonhei.... A Escola Vale Samba, que não participará da competição deste ano, apenas fará uma homenagem especial aos que marcaram sua história.   Após, a presença de um trio elétrico na avenida, para a alegria dos foliões.

          Os que apreciam nosso carnaval podem vê-lo através dos sites www.radiocatarinense.com.br e www.ederluiz.com.vc

Euclides Riquetti
25-02-2017




Quando doerem nossos braços


Resultado de imagem para imagens velhinhos de mãos dadas

Quando doerem em nossos  braços
As dores dos anos que passaram
Tomados de fadiga e de cansaço
Por tudo aquilo que já suportaram...

Quando doer nossa alma nevoenta
Que perdeu o branco por pecados
A beleza da manhã estiver cinzenta
E sonhos forem marcas do passado...

Quando o horizonte se encurtar
E se alongar a história já vivida
E não tivermos por quem esperar
Porque já foi passado a nossa vida...

Quando os olhos não verem beleza
Nas paisagens antes coloridas
E o frio só nos trazer a tristeza
Nas madrugadas antes divertidas...

Precisaremos relembrar dos anos
Em que vivemos tudo intensamente
Dos momentos sacros e profanos
Que fizeram nossa alma tão contente.

Precisamos ver que valeu a pena
E que a vida nos fez muito bem
Que vivemos glórias e dilemas
E que me fez feliz  como ninguém!

Euclides Riquetti
25-02-2017

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Se o seu rosto estiver triste...


Resultado de imagem para foto olhar muito triste


Se o seu rosto estiver triste, estará o meu certamente
Se, no entanto, ele estiver feliz, o meu também sorrirá
E, se os seus olhos estiverem brilhando intensamente
Brilharão os meus também como o sol lhe brilhará.

Se a sua voz estiver meiga e docemente carinhosa
A minha esperará por suas palavras tão divertidas
Mas se o seu perfume me atrair de forma contagiosa
Me perderei nos desejos e nas ideias pervertidas....

Se você exercitar a bondade que se esconde em sua alma
Verá que isso fará muito bem pra você e para mim
E você encontrará o universo da harmonia e da calma
Um mar de alegria e felicidade que nunca terá fim.

Euclides Riquetti
24-02-2017




Brilho para teus olhos, força contra o que te deprime...


Resultado de imagem para imagem mulher desolada


Peço a Deus que o sol te aqueça nas manhãs de inverno
E que o vento fresco venha te afagar nas tardes de verão
Assim como peço que as estrelas, num movimento eterno
Te abençoem nas noites longas e protejam o teu coração...

Peço que as andorinhas te tragam os melhores recados
Ao sobrevoarem o telhado de tua casa, trazendo alegria
E que,  nas horas em que teu coração se sentir desolado
Tu te lembres de meus versos, de todas as nossas poesias.

Peço que as chuvas lavem os caminhos onde que tu pisas
Que o belo colorido das flores nas plantas sempre te anime
E Deus te dê tudo o que for bom e do que tanto precisas:
Brilho  para teus belos olhos, força contra o que te deprime.

Euclides Riquetti
24-02-2017

Pelos oceanos da paixão


Viva, intensamente, todos  os  seus momentos
Viva a alegria, muito mais  com  seu coração
Dê asas a todos os seus melhores sentimentos
Navegue, sutilmente, pelos oceanos da paixão.

Viva, porque viver é uma bênção divina e cara
Porque viver é o grande dom que Deus nos dá
Porque viver  é nossa joia mais preciosa e rara
É o nosso pão e o vinho, é nosso melhor  maná.

Viver em harmonia, entregar-se e receber amor
Andar com pés descalços nas areias ou na relva
Render-lhe, com toda a devoção, o devido valor.

Cuidar para que ela jamais venha a ser abalada
Pelos infortúnios advindos desta impiedosa selva
Viver pelo amor, para amar, viver para a amada!

Euclides Riquetti
17-11-2015